Beleza Destaque Sexo

O beabá do Ponto G

 

O tema de hoje é praticamente um mito, razão de vários questionamentos.
No meio acadêmico e científico ele também chega a ser bastante polêmico e debatido, alguns duvidam de sua existência, mas quem já achou jura que vale muitoooo a pena a espera e a procura. Então, pensando em vocês, minhas leitoras, reuni umas informações e umas dicas massa, para vocês satisfazerem a curiosidade. Vamos lá?

O Ponto G, também conhecido como Ponto de Gräfenberg, foi descoberto em 1981 por Addiego, que lhe deu este nome em homenagem a um ginecologista alemão, Ernst Gräfenberg, porque este já estudava a existência desta área de prazer na mulher desde 1950. Situa-se diretamente por trás do osso púbico dentro da parte anterior da vagina, ficando a meio caminho da parede posterior do osso púbico e a frente da cérvix, ao longo do curso da uretra. A grosso modo, ele é localizado na entrada da vagina na parte superior e pra você encontrá-lo, percorra o dedo por essa superfície, basta introduzir de 3 a 5 centímetros e você notará um tecido diferente de todo o tecido vaginal, é uma estrutura enrugadinha, mais esponjosa, como uma moeda de 10 centavos, depois que ela acaba, você já nota a mucosa mais lisa novamente.

image

Mas poxa, porque as pessoas falam tanto nesse ponto G? O ponto G causa orgasmos incrivelmente intensos, diferente do orgasmo clitoriano e do vaginal que muitas mulheres experimentam durante a penetração. Em alguns casos ocorrem a ejaculação feminina, não se espante caso ocorra com você, é bem normal. Vejo também muitas meninas falando meu ponto G é ali, o meu é acolá, pessoal, nesse caso estão falando de zonas erógenas, o que é bem normal cada mulher diferir seu ponto/local máximo de excitação em relação a outras mulheres, mas ponto G, é o ponto G (na entradinha da parede frontal da vagina de 3 a 5cm) lembrando que assim como seios, vagina, pescoço, parte interna das coxas e outros, ele também é uma zona erógena.
Caso você mesma for procurar o ponto G, você introduz de um a dois dedos (o médio e o indicador), curvados para cima e faz aquele movimento como se estivesse “chamando alguém”. Você também pode usar auxílio de vibradores e estimuladores específicos para Ponto G e existe até uns dedais em sexshop que já vem com a curva certinha pra vocês.
Procurar a dois também é bem bacana, mas é importante não se tornar uma obsessão para o casal, pois dessa forma causa uma pressão e nada na pressão dá certo. Deixem as coisas fluírem naturalmente. Nesse caso além de sintonia e química, a posição é bastante importante, vamos ver algumas:
– Sexo oral, pois além de ser uma posição confortável, favorece o movimento manual e há o estímulo clitoriano, causando excitação, o que já é um ponto positivo para encontrá-lo.
– papai mamãe, coloque dois travesseiros em baixo do quadril, pois proporciona uma boa angulação para a estimulação,
– Mulher por cima e cachorrinho, lembrando sempre de tentar causar mais atrito na parede frontal da vagina.

Muito bom se vocês tentarem a dois, mas atenção, a responsabilidade do orgasmo não é do homem, é indispensável que cada mulher conheça suas zonas erógenas, que conheça seus maiores pontos de excitação, por isso é tão importante a prática da masturbação, o toque, você conhecer o seu corpo e onde você sente mais prazer. Se você não sabe como obter seu prazer, como o outro vai saber?

Mais uma dica boa, é bem mais fácil encontrar o ponto G quando vc já está excitada, porque ele fica bem inchadinho, então capricha nas preliminares, outra: dar uma pressionada no osso púbico também ajuda, pois ele fica justamente ali, só que internamente. Durante os primeiros toques no ponto G vc pode sentir vontade de fazer xixi inicialmente, devido a localização perto da uretra, mas passa rapidinho.

É isso aí, meninas. Espero que vocês gostem da leitura, que seja válida e que rendam bons frutos.
Qualquer coisa estou disponível por aqui, whatsapp e instagram.
Comentem e participem.
Até a próxima.
Duda Lopes
@dudalopes2
AnneMarie lingerie

Sobre a blogueira

Duda Lopes

Maria Eduarda Bezerra de Mello Lopes, Empresária, proprietária da AnneMarie Lingerie. Graduada em Administração pela Universidade Católica de Pernambuco- UNICAP. Especialista em Marketing pela Universidade de Pernambuco- UPE e Especialista em Psicologia e Sexualidade pela Universidade de Araraquara- UNIARA.