Destaque Moda

Moda FESTA: o básico nunca sai de moda!

Acho que já tem uns 5 anos que tules, bordados e um certo exagero fashion são a preferência absoluta da mulherada, né? Quando mais imponentes e poderosos, mais a gente gosta. Sabe qual é o único problema disso tudo? Fica difícil repetir! hahahahaha

O lado formanda, madrinha e noiva a gente entende, afinal, são momentos muito especiais e que merecem uma produção altamente baphônica, mas pra quem só é convidada ou até mesmo prefere investir num modelo mais clean, tão elegante quanto os de frufrus e que pode ser ¨repaginado¨ só mudando os acessórios e o penteado, o ideal é investir nos vestidos com cortes clássicos e cores sóbrias. Eu ADORO, na verdade são os meus favoritos! Acho que menos é mais, principalmente num mundo de tanto exagero kkkkkkk Vocês concordam?

Separei dois modelos com essa proposta pra vocês, espero que gostem!

IMG_2025

O tecido brocado é mais encorpado, pesado, chiquérrimo! Faz as vezes do bordado numa boa, sendo muito mais confortável e foge do lugar comum. O decote em V e o corte clássico também ajudam a alongar a silhueta e deixam a gente super hiper mega ultra femininas. IMG_2067 IMG_2068  IMG_2071 IMG_2072 IMG_2074

Depois… o que falar desse pretinho ¨básico¨? O modelo é emagrecedor, né? Esse recorte na lateral da cintura é absurdamente incrível, o fato de ter mangas ajuda a disfarçar os braços mais gordinhos e ele desenha o corpo da mulher.. Tudo que a gente precisa pra se sentir linda! Sabe o que é melhor? Essa renda tem elastano, o que a torna muito confortável.. é um vestido pra dançar e aproveitar a noite toda!

Concordam comigo?

Vestidos e joias: Joana Julião | @joanajuliaomarca | Loja Paço Alfândega

Fotos: Lucas Soares

Sobre a blogueira

Cuca Amorim

Formada em design de moda, advogada não praticante, vivo de dieta, adoro preto e branco, azul e vermelho. Acho que simplicidade é a chave para a elegância, principalmente ao lidar com as pessoas. Sou perua de carteirinha, não saio sem maquiagem e o secador é a minha terceira mão. Uso esse espaço pra trocar experiências sobre o universo feminino, mostrando que para se vestir bem é preciso ter mais informação que dinheiro.