Decoração

Décor: a sala de mainha

Amores meus,

Quem me acompanha no Instagram [@cucaamorim] e no Snapchat [@cucaamorim] deve ter acompanhado um pedaço da surpresa que eu estava querendo preparar pra minha mãe… O projeto da SALA dela! Sabe aquele tipo de pessoa que trabalha, trabalha, trabalha e não gasta o próprio dinheiro? Que tudo tá bom, tá lindo, que não se preocupa em ter uma decoração bacana, sofás novos, etc… Mainha é assim. Simples de dá uma dor! Admiro absurdamente a simplicidade e humildade de caráter, mas acho que ela pode e merece ter uma casa LINDA, alegre, que junte as pessoas, sabe?

Pensando em tudo isso chamei as meninas da Novitá Arquitetura, Fabíola Antunes e Marina Cabral de Melo [Nina] pra me ajudar. Nina foi lá em casa fazer uma visita e conversar comigo e com minhas irmãs sobre as nossas expectativas em relação ao projeto, procurou saber mais e mais sobre o jeito, personalidade e interesses de mainha e depois colocou as ideias em 3D.

IMG_1942

Primeiro ponto importante: ouvir! Ouvir o cliente, seus desejos, prioridades… Saber que CASA é muito mais que móveis, sofás e  quadros … Ela precisa ser LAR pra aconchegar. E Nina conseguiu entender tudo isso e transformar nossas histórias em projeto de arquitetura.

IMG_1943 IMG_1944 IMG_1945 IMG_1946 IMG_1947 IMG_1948

Ficou ainda melhor que o meu melhor sonho… Clean com pontos de cor, iluminação intimista, móveis alegres, enfim, agora só falta colocar tudo isso em prática! Vocês me ajudam a convencer mainha?!

Obrigada, Fabíola e Nina, vocês arrasam muitoooooooooooo!!!

Novitá Arquitetura: @novitaarq | novita.arq@gmail.com

 

Sobre a blogueira

Cuca Amorim

Formada em design de moda, advogada não praticante, vivo de dieta, adoro preto e branco, azul e vermelho. Acho que simplicidade é a chave para a elegância, principalmente ao lidar com as pessoas. Sou perua de carteirinha, não saio sem maquiagem e o secador é a minha terceira mão. Uso esse espaço pra trocar experiências sobre o universo feminino, mostrando que para se vestir bem é preciso ter mais informação que dinheiro.