Beleza

Como arrumar a mala? Viagem = mala pequena, muitas roupas!

Como a grande maioria já sabe, estou em Brasília. Sempre fico por aqui um mês ou mais, por isso, na hora de arrumar a mala era um desespero só. Depois de 3 anos de indas e vindas, já peguei os macetes e resolvi fazer esse post pra vocês contando as dicas. 
Separe tudo que você QUER levar, depois retire 2/3 das roupas – é isso que vai caber na sua mala de 23Kg em voos domésticos kkkkk

Nunca, nunca, nunca ultrapasse o peso. Já aconteceu da minha mala ter 25kg e a ¨moça¨ da companhia não cobrar a mais, mas… uma vez tive que pagar mais de R$30,00 por menos de 3kg de bagagem extra. Então, amores do meu coração, enxuguem a bagagem ou preparem o bolso. 
A primeira coisa é SE perguntar qual o propósito da viagem. Você só deve levar roupas, sapatos e acessórios que atendam a ele, única e exclusivamente. Também prestem atenção ao CLIMA do local, pelamor!!! Blusa de alcinha em Bariloche ou derreter dentro de um casaco no Piauí são o cúmulo da falta de planejamento. 
ESTOU VIAJANDO PARA QUÊ?
Vim pra cá pra trabalhar, correr/caminhar/malhar todos os dias e farei alguns passeios simples como jantar fora ou na casa de amigos, um barzinho ou boate. Nada de glamour em excesso. Baseado nisso, escolhi as peças de que iria precisar.
Leve o DOBRO de blusas, de acordo com o número de partes de baixo. A conta é mais ou menos essa – duas blusas para cada short/calça/saia. 
Minha preocupação central é poder fazer váááááárias combinações com as mesmas peças. Exemplo: uma blusa branca básica, nadador, combina com todos os shorts, saias e calças – mudando os acessórios eu terei  8 looks diferentes. 
Só trouxe shorts que vou repetir, repetir, repetir e só vocês vão notar, porque eu tô falando aqui kkkkkkkkkk, mas os looks sempre parecerão diferentes, mesmo usando a mesma peça. 
Não trouxe meus shorts de paetê, renda, short-saia com listras… dá uma dor no coração, mas temos que pensar na praticidade. 
Esse tem que ser o seu raciocínio – exemplo: não adianta levar uma calça estampada super ¨cheguei¨, pois marca muito e você não conseguirá produzir tantos looks com uma só peça, diferente do que acontece com a calça lisa. 
Essas duas saias têm estampa, mas já montei uns 4 looks diferentes para cada uma com as blusas que trouxe, por isso valeu a pena. Caso a saia só combinasse com UMA blusa, eu só teria UM look e isso iria tomar espaço na mala, mas seria pouco funcional. 
Como pode rolar o passeio da boate – normalmente vamos a algum lugar mais baladinha – trouxe um vestido preto tomara que caia – básico e super ¨combinável¨ e um verde/azul petróleo que marca um pouco mais, mas é liso. 
Eu deixo algumas coisas minhas aqui em casa (leia-se – casa de Rodrigo, que chamo de minha), entre elas pijamas e lingeries, arrr… lingeries ¬¬ kkkkk! 
Não vou gastar espaço na mala trazendo 5 pijamas – trouxe um. Quando ele for pra máquina de lavar, eu pego uma blusão de Rodrigo emprestado – o que é muitooooooooooo mais gostoso que usar meu pijama. 
Adoro bolsas – troco quase todos os dias. 
Ando viciada nessa verde grandona na C&A (para ver Achados da C&A – clique AQUI ). 
Também preciso de uma bolsa menor – essa bege, mais prática, para ir ao shopping, à Feira dos Importados… lugares em que minhas mãos têm que estar livres para mexer nas mercadorias – ela transpassa a corrente. 
Para usar à noite, uma clutch dourada, bem simples, que combina com todas as roupas e sapatos que trouxe – pensando nela, só coloquei acessórios (brincos, colares, etc) que combinem com dourado – mais uma dica. 


*Não tirei fotos das roupas de academia, mas trouxe uns 4 conjuntos de cores neutras e um par de tênis.

Gente, essa é a parte mais difícil! Escolher os sapatos é uma tortura psicológica! Mas, a frieza tem que tomar conta da sua mente (e coração, hunf) e só leve o estritamente necessário. 

  • Um par de tênis que combina com todas as minhas roupas de academia 
  • Uma sandália preta fina para usar à noite com vestidos ou até short + blusa/ saia + blusa 
  • Uma sandália
    neutra – gelo – hiper confortável e dá pra ser usada durante o dia, numa ocasião que precise de salto e à noite, num ambiente mais informal 
  • Uma rasteira arrumadinha, pra bater pernas por aí
  • Deixo um par de Havaianas aqui

Lembrem-se que fora as roupas, sapatos e bolsas, tive que trazer cosméticos em geral, calcinhas, sutiãs, maquiagens (muitas, todas…pra fazer vídeos), secador de cabelo, acessórios ect etc etc. 
Na minha bagagem de mão eu trouxe as coisas mais delicadas (e pesadas) que não podem correr o risco de serem extraviadas – laptop e a câmera profissional. Usei a calça preta e o tênis para viajar, pois ocupam mais espaço na mala.
É isso, meninas! 
Espero que tenham aprendido que nem sempre a gente faz o que QUER, mas o que TEM que ser feito… Normalmente, quando faz sua mala, metade das roupas volta intacta? kkkkk Normal, a gente sempre acha que precisa mais do que é realmente necessário.  
Tomara que eu consiga montar looks que agradem a todas vocês!
Um xêro no coração, fiquem com Deus! 
Insta: @cucaamorim
Fanpage: www.facebook.com/blogcucaamorim

Sobre a blogueira

Cuca Amorim